Tácticas de Activismo Digital: TweetStorms

Standard

Durante o passado mês a comunidade de activistas presente no FaceBook e Twitter tem testado uma nova forma de protesto, a “TweetStorm” (Tempestade de Tweets).

O que é uma TweetStorm?

É uma acção coordenada de vários utilizadores para enviar o mesmo tweet ao mesmo tempo, criando uma tempestade de tweets.

Como funciona?

Qualquer um pode convocar uma TweetStorm, bastando decidir:

1. O conteúdo dos tweets (texto e #tag; algum utilizador específico como alvo, e.g. @whitehouse)

2. A hora em que será enviada (basicamente, escolher um período em que se saiba que muitos dos apoiantes estão online).

Que se segue?

É necessário informar as pessoas sobre a TweetStorm, pedindo-lhes para se envolverem, apoiando-a (enviando um tweet ou criando um tweet pré-programado – ver de seguida), e espalhando a ideia pelos seus seguidores!

Depois, ou todos guardam o texto da TweetStorm e enviam-no na altura combinada, ou programam os tweets para ser enviados numa altura específica.

Como programo um tweet?

O TweetDeck inclui uma função de programação de tweets (actualizações agendadas), e existem vários serviços online gratuitos para programação de tweets. Ver pormenores no artigo 15 Free Services to Schedule Tweets on Twitter [ http://bit.ly/aWW4kS ].

Como sei a que horas envio os tweets se estou num fuso horário diferente?

Muito simples, basta confirmar os vários fusos horários aqui: http://www.worldtimeserver.com/ ou aqui: http://www.worldtimezones.com/

Resumo:

1. Escrever o tweet com #tags, @username(s);

2. Recruta os teus amigos utilizando DM, email, FaceBook, etc.;

3. Lembra-te de pré-programar os teus tweets!

4. Espalha a informação;

5. Escreve lembretes cada vez mais frequentes à medida que a altura se aproxima.

As TweetStorms são eficazes?

As análises preliminares apoiam a noção de que as TweetStorms são altamente eficazes. Ainda não se sabe se tal é o resultado de circunstâncias favoráveis ou de um esforço sério e dedicado, pois ainda está a dar os primeiros passos. Por agora podemos afirmar que:

1. As TweetStorms funcionam somente graças à acção coordenada de indivíduos preocupados e interessados. As TweetStorms não são necessariamente bem sucedidas de forma isolada; elas são um importante contributo para petições, emails, cartas e postais, enviados em várias outras campanhas.

2. No Twitter já não é possível para os activistas ter como objectivo os Trending Topics; assim, TweetStorms com objectivos são a melhor alternativa. Elas despertam a atenção de outros utilizadores, que podem dar mais força a uma causa.

3. TweetStorms NÃO são Spam. Spam é informação inútil ou irrelevante enviada a utilizadores aleatórios ou não relacionados entre si.

4. TweetStorms não são entretenimento, elas são forma de espalhar conhecimento sobre o activismo. Elas são concebidas para chamar a atenção por toda a parte, não apenas Nações Unidas ou Departamento de Estado, por exemplo. As TweetStorms mostram aos aliados que a causa continua forte. Elas também mostram a potenciais inimigos que os apoiantes da causa estão unidos.

5. TweetStorms são de natureza democrática: qualquer um pode participar no que é dito, em quais os objectivos, e no horizonte temporal.

ÚLTIMA PALAVRA

Enquanto activistas, importa não só participar numa TweetStorm, mas também activamente encorajar outros a participar.

Activismo não acaba no botão de ‘enviar’.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s